segunda-feira, 10 de maio de 2010

Comentários sobre os debates


por Rodrigo Pinto

Aprendi muita coisa lendo o debate do blog nestas últimas semanas.
Em primeiro lugar, que Wilson, dono do Blog, pode e deve expressar sua opinião. Ele é quem cede o espaço para que nós, leitores, expressemos nossas idéias. E ele o faz de forma democrática. Na minha opinião, até demais. Digo isso porque acho que quem é anônimo, não merece ser lido. Como posso dar voz a uma pessoa que nem está seguro de suas próprias opiniões? Aprendi que pega mal, fica feio. Covardia de dizer o que pensa me lembra fofoca. Se não pode se mostrar, fique em silêncio. Coisa parecida acontece com quem assina em nome de uma instituição. Será que a pessoa tem mesmo o direito de falar por todos que participam do lugar? Cadê a diferença de pensamentos? Me soa estranho.
Aprendi, também, que escondidos pela tela de computador, somo corajosos o suficiente para sermos agressivos, arrogantes e atrevidos para lançar uma idéia. Depois, com o tempo, o exercício do diálogo vai tomando espaço e as pessoas vão se respeitando mais. Isso é bom, aprende-se fazendo. Aliás, isso é o que mais me chama atenção nestes debates: o exercício da troca de idéias de forma clara, objetiva, civilizada, que não invalida nenhuma idéia em contrário. Eu concordo com uns, discordo de outros, ainda bem. E fica tudo bem.
Aprendi que todos gostamos da dança, todos queremos nos divertir quando saímos de casa e todos queremos ser bem recebidos: um lugar agradável, bem ventilado, com piso adequado, comes e bebes legais para quem quiser, músicas variadas e de todos os ritmos, de preferência. Ainda queremos que o baile comece na hora, que ninguém nos esbarre, pise nos nossos pés, trombe com a gente... enfim, que seja um momento bom com nossas damas.
Aprendi que neste mundo agitado, corrido, mal humorado, ainda está faltando um muito de gentileza, de delicadeza com as pessoas que saem de casa para dançar no salão. Mas assim como nestes debates, acredito que tudo é uma questão de aprendizado.
Obrigado, Wilson, por nos dar esta chance de aprender a sermos cavalheiros e damas, dentro e fora do salão.
BH Dança de Salão.com.br muito sobre a dança de salão de Belo Horizonte

6 comentários:

Unknown disse...

Boa tarde.

Rodrigo, achei magistral seu comentário. Quem dera se todos os amantes dos bailes o lessem e o entendessem na íntegra.

Parabens por expor sua opinião.

Fernanda Freitas disse...

RODRIGO,
É POR AI MESMO. LI ALGUNS TEXTOS ATÉ AGRESSIVOS COM O SR. WM E FIQUEI PENSANDO QUE SE FOSSE ELE RESPONDERIA BEM GRANDE ASSIM:

EU TÔ PAGANDO!!!! o BLOG É MEU E FALO O QUE QUISER, A ACADEMIA QUE NÃO QUISER SER DIVULGADA QUE SE MANIFESTE!

ALIÁS, DEPOIS DE LER ALGUNS TEXTOS ANDEI VASCULHANDO NA NET ATÉ DESCOBRIR DE ONDE SAIA ESSA POSTURA UM TANTO QUANTO PEQUENA E ME ADMIREI AO VER FOTOS DE EXCELENTES PROFISSIONAIS "QUE MERECEM MEU RESPEITO" FAZENDO PARTE DO MESMO GRUPO. AI PENSEI O MESMO... SERÁ QUE UMA PESSOA PODE FALAR POR UMA INSTITUIÇÃO? SE FOR O DONO DELA SIM...

A MUITOS EVENTOS VOU COM WILSON INTEIRAMENTE GRATUITOS E MESMO ASSIM AS MEMÓRIAS DO BAILE SÃO FEITASCOM COERÊNCIA E O MAISENGRAÇADO É QUE INDEPENDENTE DAS CRÍTICAS (PRODUTIVAS) E COMENTÁRIOS, OS PROPRIETÁRIOS CONTINUAM SENDO EXTREMAMENTE GENTIS E ENVIANDO CONVITES E AO CHEGARMOS AO EVENTO SOMOS RECEBIDOS COMO AMIGOS. ISSO É SER PROFISSIONAL.
RECONHECER NOSSA FRAQUEZA É O PRIMEIRO PASSO DA FORTALEZA, OU SEJA, ACEITAR FALHAS SÓ AJUDA A CORRIGÍ-LAS.

POUCAS PALAVRAS QUANDO MAL FALADAS PODEM GERAR MUUUUUUUUUUUUUUITO IMPACTO NEGATIVO.

DEVEMOS TER CUIDADOCOM ISSO...

Universo da Dança disse...

Rodrigo, amei seu comentário!
Será que resolve sendo anonimo ou não, ter um nome: Alberto, João, Sebastião, etc, não muda muito na minha visão das coisas.
Mais o que fico mais chateado e não entender o porque as pessoas não podem levar suas criticas para um determinado baile ou dj? Nada contra este espaço mais do que democratico, mais parece que escrevemos aqui e pronto, não ajuda a melhora do baile e o crescimento da dança certo?
Sr. Rodrigo Pinto, e somente um nome, e na NET todos somos anonimos até que prove o contrário. já dizem assim os crimes no uso da internet.
Muito legal sua postura e reconhecimento das coisas que aprendeu, e considero a sua contribuição positiva aos próximos raciocinios e comentarios. Dizer o que pensamos e legal, pois como vc mesmo comentou, ESPAÇO DEMOCRATICO!

Universo da Dança disse...

Fernanda Freitas, boa tarde!
Concordo com vc tbm!
Mais o risco do Sr.W e grande sim, pois aqui tem comentários positivos e negativos sobre locais onde vamos bailar.
Então como e um espaço democrático não podemos limitar o raciocinio e o ponto de vista das pessoas. Quando o Sr.W, dr o comentário dele pode levar muitas pessoas ao baile citado, como pode tbm não levar niguém, aqui e um espaço de divulgação da dança tbm!
Existem interesses individuais e coletivos.
No mais fica mais algumas reflexões... somente isso.

Wilson Milagres disse...

Prezado Universo da Dança!

Mais uma vez agradeço suas ideias, que contribuiram com certeza para uma melhor comunidade da dança de salão de BH.

Bem, como já havia lhe respondido antes e volto a esclarecer: a ideia central de "Memórias de um baile" não é criticar ninguém, é simplesmente descrever o que aconteceu no baile ou evento. Ler as memórias como crítica é uma leitura pessoal, e não a do autor das memórias (pelo menos as minhas). E quanto as memórias influenciarem alguém ir a um baile ou não, bem isso também é pessoal; a vontade de ir a um baile pode ultrapassar qualquer descrição de baile que façamos. Assim nasceu "Memórias de um baile".
[]s
Wilson Milagres

Universo da Dança disse...

Sr. Wilson, eu que agradeço sua postura e considero totalmente coerente sua colocação, e observando seus comentários vejo uma coerencia elegante e uma preocupação nas colocações e observações, que em muitos são positivas, que leva o leitor a pensar, e só me preocupa quando um leitor qualquer venha fazer algo parecido, que é uma avaliação individual e particular que vc faz com qualidade!
No mais, opiniões são dadas e penso sim poder contribui r aqui e nos bailes, para que muita gente dance cada vez mais, que as escolas e os bailes estejam sempre cheios, e o maior problema que acredito muito no romantismo da dança, e vejo o sr. muito racional nos comentarios, isso sim e ter credito para fazer algo do tipo e nao fuja do controle, ou que seja interpretado de forma erronia. 9 se existe a certa!)
Boa Noite!
E gostaria muito de poder trocar idéias e conhecer o Sr. pessoalmente, pois a vivência e experiências trocadas levam as pessoas ao crescimento.